Animais podem ter documento de identificação

Posted by on | | 0 comentários
Os donos de animais já podem emitir o “identipet” nos cartórios de títulos e documentos de todo o País. Com o objetivo de proteger os animais e evitar maus-tratos, o documento terá todos os dados do mascote, sua foto, além de um termo de responsabilidade assinado pelo dono. Os últimos dados coletados pelo IBGE, em 2013, revelam que 52 milhões de cães e 22 milhões de gatos vivem em lares brasileiros.
Segundo Juliana Catarino de Souza, membro do grupo de proteção a animais Alegre Seu Lar, o identipet além de comprovar a identidade do pet e de seu dono, vai ajudar a localizá-lo no caso de fuga ou roubo.  “O animal devidamente identificado estará mais protegido, pois sem registro ele fica vulnerável ao tempo e as pessoas”, afirmou.
Já a presidente da Associação Brasileira Protetora de Animais, seção Bahia, Urânia Almeida, não aprova o projeto. “A proposta ainda trata o animal como propriedade e que o ideal seria, que o tratasse como seres com direitos”, afirmou. Ela, no entanto, acrescentou que apesar desta questão, a proposta é boa e que só precisa ser melhorada. 
A coordenadora do grupo Espalhe Amor, Júlia Egrer disse que o “identipet” deveria ser atrelado ao microchip, que é um micro-circuito eletrônico, de tamanho aproximado a um grão de arroz, implantado sob a pele do animal. “O microchip para animais contém um código exclusivo e inalterável que transmite informações específicas, por isso seria bom que ele estivesse relacionado com o registro”, explicou.
Júlia Egrer também destacou a importância dessa identificação, principalmente em épocas festivas. “Durante o Réveillon e São João é quando temos um maior número de fugas de animais, porque eles se assustam com os fogos de artifícios e fogem”, esclareceu, observando que, o registro também irá ajudar a fiscalizar a responsabilidade do dono do animal. “Devidamente identificados os pets terão uma atenção maior dos seus donos, que muitas vezes, não dedicam os cuidados necessários e acabam o abandonando a sorte”, afirmou.
Para a professora Célia Santana, dona da cadela Lila, o registro pode evitar o afastamento do animal de estimação. “Ela é como uma filha para mim. Tenho todo cuidado do mundo, mas sei que pode acontecer o inesperado e perdê-la, com o documento tenho como comprovar nossa ligação”, explicou, frisando que, outra vantagem é que, em caso de maus-tratos, é possível identificar o dono e aplicar-lhe as devidas punições.

Cuidado com os perigos escondidos nos jardins, que podem afetar seu pet

Posted by on | | 0 comentários

Quem tem cão ou gato como bichinho de estimação sabe que é quase impossível evitar que eles tenham contato com os jardins das casas e as áreas comuns dos prédios. Mas, esta integração com a natureza, ainda que saudável, pode trazer riscos para os pets. Muitas zoonoses – doenças que podem ser transmitidas entre animais vertebrados e humanos – são originárias de  insetos e roedores que circulam pelas residências urbanas.

leptospirose canina é um exemplo clássico disso. Doença com alto risco para os seres humanos, ela é transmitida pela urina do rato contaminada por uma bactéria que, em contato com lesões na pele ou com mucosas dos animais domésticos, acaba se hospedando na corrente sanguínea e pode ser fatal. Segundo a médica veterinária Ana Paula Sarraff, professora da Pontifícia Universidade Católica do Paraná, mesmo com a vacinação frequente dos cães e gatos, há alguns tipos da doenças que não são contempladas na imunização.

"Ainda é muito grande a incidência de doenças canina e felina pela contaminação rápida e pelos muitos ratos existentes nas grandes cidades. Sempre digo que quando um cidadão vê um rato durante o dia, perto de sua casa, quer dizer que há colônias inteiras esperando a noite para sair. Por isso, é importante que os donos de cães e gatos não criem condições para que o rato chegue à casa. Comida e água disponíveis e entulhos são os principais atrativos para o roedor", comenta a especialista.

Outra conhecida infestação que acomete os pets é o carrapato. Da família dos ácaros, o parasita se alimenta do sangue dos animais de estimação, transmitindo principalmente duas doenças: erliquiose e babesiose. Ambas comprometem o sistema circulatório, provocando fraqueza, anemia, febre e perda de apetite. "Hoje, contamos com uma boa quantidade de produtos que previnem o carrapato, mas, é sempre preciso ficar atento ao ambiente, pois se ele tiver infestado, o tratamento não será eficaz", esclarece Ana Paula Sarraff.

Outra praga muito presente nos jardins e quintais das casas é a lesma, que também transmite doenças para cães e gatos domésticos. O molusco, que se aloja em locais de grande umidade, tem reprodução rápida e, por isso, cria grandes colônias de infestação. Ele pode causar vermes pulmonares, que, se não tratados, levam à tosse crônica e outras doenças.


fonte http://www.revistaencontro.com.br

Entenda porque os cães gostam tanto de banho de sol

Posted by on | | 0 comentários

Você já deve ter visto seu peludinho deitado relaxadamente sob o sol, ele podia até ter a oportunidade de se deitar na sombra, mas o cãozinho escolheu tomar um banho de sol. Isso é muito comum e muitos donos não entendem esse comportamento.
Vamos falar nesse artigo sobre a importância desse banho de sol e porque nossos peludinhos gostam tanto desse banho relaxado sob o sol.
Os cães absorvem Vitamina D
Todos nós absorvemos Vitamina D ao ficarmos expostos ao sol, não é diferente com os cães, e por puro instinto eles se deitam sob o sol, e absorvem essa vitamina que faz muito bem ao organismo deles.
Melhora o humor e o sono
Os raios de sol estimulam a produção da serotonina e isso ajuda a melhorar o humor e até combater depressão.  Tomar esse banho de sol diário também ajuda a melhorar o sono do cãozinho, a melhoria do sono interfere significativamente no bem-estar mental e físico não apenas dos humanos, mas dos cães também.
Riscos e Cuidados do banho de sol
Tomar um pouco de sol é bom pra todo mundo e os cães adoram, o problema é que eles não sabem dos riscos que o sol pode causar a saúde. O sol de alguns horários é perigoso e para cães de pelagem branca e os albinos ainda mais perigoso.
Mas os cãezinhos não sabem disso, portanto é necessário tomar alguns cuidados. Sempre bom usar protetor solar durante os passeios, optar por passeios durante a manhã, antes das 9h, assim o cãozinho toma sol da forma mais saudável e ainda gasta energia.
Se seu cão é branco ou albino o ideal é mantê-lo dentro de casa o resto dia, protegido do sol, e pode leva-lo para passear a noite de novo para gastar mais energia e evitar o sol. Lembre-se que o sol pode causar feridas e até câncer de pele, por isso o protetor e a redução da exposição ao sol são essenciais.
Outro cuidado muito importante é hidratar bastante seu cão, afinal a grande exposição ao sol também pode causar insolação. Fique atento a esses cuidados e sempre se preocupe em levar seu cão ao veterinário para averiguar se está tudo certo.

Animais desenvolvem a inteligência de crianças até aos sete anos

Posted by on | | 0 comentários


Os animais de estimação ajudam as crianças a desenvolver a sua inteligência emocional de várias (e benéficas) formas. É essa a convicção de Ferrán Abelló, diretora de uma loja de animais em Espanha.

Ao jornal espanhol ABC, a CEO da Petclic explicou que “os animais ajudam a potenciar as capacidades que aumentam a inteligência emocional, como a compaixão, a compreensão da morte e a autoestima” em crianças até aos sete anos de idade.
“Deixando de parte a companhia que fazem, os animais de estimação marcam uma rotina, obrigam a ter responsabilidades e ajudam os mais pequenos a relacionar-se quando estão a passar um mau momento, quando lhes custa abrir-se ou quando pensam que os adultos não os compreendem”, explicou, acrescentando que, entre os três e os seis anos, as crianças com animais criam mais empatia com outras pessoas.
Além de a convivência com animais reduzir o stress das crianças e as ajudar a relaxar em situações negativas (não poder ir ao parque ou brincar com determinado brinquedo, por exemplo), atribuir-lhe tarefas (como dar comida ou levar a passear) reforça a sua autoestima.

fonte:www.noticiasaominuto.com

Deputados aprovam regras de controle populacional de cães e gatos

Posted by on | | 0 comentários


 A Câmara dos Deputados aprovou, ontem (7), o Projeto de Lei (PL) 1376/03, que cria regras para o controle populacional de cães e gatos no território nacional. A medida estabelece normas para a esterilização levando em consideração as localidades que apontem para a existência de superpopulação desses animais. O projeto segue agora à sanção presidencial.
 O PL 1376/03 que tramitava na Câmara desde 2003 determina que o controle de natalidade de cães e gatos será realizado “mediante a esterilização permanente, cirúrgica, ou não, desde que ofereça ao animal um grau de eficiência, segurança e bem-estar.” Pelo texto, a esterilização será feita exclusivamente por veterinário e ocorrerá após estudo sobre a quantidade de animais.

 
 O projeto também proíbe que os animais sejam eliminados pelos órgãos de controle de zoonoses, canis públicos e estabelecimentos oficiais congêneres e diz que a eliminação só poderá ocorrer quando os animais apresentarem doenças graves ou enfermidades infectocontagiosas incuráveis que coloquem em risco a saúde humana e de outros animais.

 
 A eutanásia, contudo, só será autorizado após laudo técnico desses órgãos. Pela proposta, entidades de proteção animal deverão ter acesso irrestrito à documentação que comprove a legalidade da medida. O projeto aprovado pela Câmara prevê ainda que os recursos para implementação do programa serão provenientes da Seguridade Social da União, com contrapartida dos municípios de pelo menos 10% dos custos.

 
 O descumprimento das regras da lei sujeitará o infrator às penalidades previstas na Lei de Crimes Ambientais. Se virar lei, o PL 1376/03 entrará em vigor 120 dias após sua publicação. (Com Agência Brasil)


fonte https://www.atribunamt.com.br

Ice é reconhecido como primeiro cão guarda-vidas do país

Posted by on | | 0 comentários


 Ice, o labrador-estrela do Corpo de Bombeiros de Santa Catarina, foi reconhecido pelo RankBrasil 2017, que afere recordes nacionais, como o primeiro cão guarda-vidas do país. Desde 16 de janeiro ele bate ponto na Praia de Cabeçudas, em Itajaí, ao lado do soldado Thiago Amorim. 
 A função de Ice na praia é auxiliar em afogamentos com mais de uma vítima. Enquanto o guarda-vidas resgata uma pessoa, o cão leva um flutuador para outra. Essa manobra é feita a uma distância segura para que a vítima não tente se apoiar no labrador. Com a ajuda do cão, há tempo para que os guarda-vidas levem uma vítima até a areia e voltem para buscar as demais.
 O projeto dos cães guarda-vidas é piloto e foi desenvolvido pelo pai de Thiago, o sargento Evandro Amorim, inspirado em cães guarda-vidas que atuam na Itália. A ideia é treinar mais cães para a próxima temporada, até porque a agenda de Ice é cheia: além de resgatar vítimas de afogamento, ele também faz buscas por pessoas desaparecidas e, nas horas vagas, é cão-terapeuta no Hospital Marieta Konder Bornhausen.

http://dc.clicrbs.com.br/sc

Mulher constrói escada para que gatos de rua possam visitar sua casa

Posted by on | | 0 comentários


O inverno na Turquia tem sido severo esse ano e, pensando nisso, uma gentil mulher decidiu construir uma escada para que gatos de rua conseguissem chegar até sua janela e entrassem na sua confortável casa.
Sebnem Ilhan é uma dentista da cidade de Tekirdag e tomou a decisão de construir a escadinha depois de ver gatos sofrendo na rua no frio.
De qualquer forma, ela não tinha muita certeza de como seus vizinhos iriam reagir. “Eu pensei que se eu colocasse algumas flores, não iria incomodar ninguém”, contou Sebnem ao The Dodo.
Porém, a recepção foi super positiva e os gatos ganharam um lugar para descansar. “Esse mundo não é apenas para pessoas!”, finalizou a dentista.

fonte http://virgula.uol.com.br